agonia
portugues

v3
 

Agonia.Net | Regras | Anúncios Contato | Participar
poezii poezii poezii poezii poezii
poezii
armana Poezii, Poezie deutsch Poezii, Poezie english Poezii, Poezie espanol Poezii, Poezie francais Poezii, Poezie italiano Poezii, Poezie japanese Poezii, Poezie portugues Poezii, Poezie romana Poezii, Poezie russkaia Poezii, Poezie

Poesia Pessoais Prosa Roteiro Crônica Imprensa Artigo Comunidades Concurso Especial Técnicas literárias

Poezii Românesti - Romanian Poetry

poezii


 

Textos do mesmo autor




Traduções deste texto
0

 Comentários dos membros


print e-mail
Visitas: 1422 .



Em guarda, sem guardas
poesia [ ]

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
por [Duquinho ]

2013-10-08  |     | 



Em guarda, sem guardas

Enquanto aguardo canalhas da esquina
Troco canalhas mais proximos por longínquos
Dificil é não ter como escolher senão,
Entre uns e outros.
Resguarda a solidão de não precisa-los.
Fazer dos pensamentos arte de guarda.
Postos em face especial de madeira polida,
Transpirar confiante o averso do averso
Da ninguemdade mestiça, postiça,

Conto botões, moedas, sonhos.
Leio meus versos com bocejos de outroras.
Lembrando as crianças que hoje eu vi.
Como quem ouve conselhos de um avô materno.
E durmo em cama de cachimbos de paz.
Amanhã, ao acordar, nunca aguarda-los
Dedinho médio em riste guardado aos bolsos.
E um sorriso de quem é amado.
Antonio Carlos Duques, 08.10.2013
do livro "Cantos de Tuaiá II", do facebook

.  |










 
poezii poezii poezii poezii poezii poezii
poezii
poezii Portal de Literatura, Poesia e Cultura. Escreva e desfrute os artigos, crônicas, prosa, poesia clássica e concursos. poezii
poezii
poezii  Busca  Agonia.Net  

A reprodução de qualquer material sem a nossa permissão é estritamente proibida.
Copyright 1999-2003. Agonia.Net

E-mail | Regras para publicação e de privacidade

Top Site-uri Cultura - Join the Cultural Topsites!