agonia
portugues

v3
 

Agonia.Net | Regras | Anúncios Contato | Participar
poezii poezii poezii poezii poezii
poezii
armana Poezii, Poezie deutsch Poezii, Poezie english Poezii, Poezie espanol Poezii, Poezie francais Poezii, Poezie italiano Poezii, Poezie japanese Poezii, Poezie portugues Poezii, Poezie romana Poezii, Poezie russkaia Poezii, Poezie

Poesia Pessoais Prosa Roteiro Crônica Imprensa Artigo Comunidades Concurso Especial Técnicas literárias

Poezii Românesti - Romanian Poetry

poezii


 

Textos do mesmo autor




Traduções deste texto
0

 Comentários dos membros


print e-mail
Visitas: 1906 .



Nada sou
poesia [ ]

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
por [nadiasantos ]

2013-06-26  |     | 



O tempo passa maçante
E eu sinto imensa saudade
Saudade do que nem nasceu
Do que nem viveu a realidade

Saudade de uma lembrança
Que foi um sonho fugidio
Que levou também a esperança
Causando em meus olhos estio

E nesse tempo que passa devagar
Vou seguindo o meu caminhar
Juntando pedaços do que restou...

Pergunto insistente ao meu ser
Se fui alguma coisa em teu viver
Porque agora sei, que nada sou.

Nádia Santos

.  |










 
poezii poezii poezii poezii poezii poezii
poezii
poezii Portal de Literatura, Poesia e Cultura. Escreva e desfrute os artigos, crônicas, prosa, poesia clássica e concursos. poezii
poezii
poezii  Busca  Agonia.Net  

A reprodução de qualquer material sem a nossa permissão é estritamente proibida.
Copyright 1999-2003. Agonia.Net

E-mail | Regras para publicação e de privacidade

Top Site-uri Cultura - Join the Cultural Topsites!