agonia
portugues

v3
 

Agonia.Net | Regras | Anúncios Contato | Participar
poezii poezii poezii poezii poezii
poezii
armana Poezii, Poezie deutsch Poezii, Poezie english Poezii, Poezie espanol Poezii, Poezie francais Poezii, Poezie italiano Poezii, Poezie japanese Poezii, Poezie portugues Poezii, Poezie romana Poezii, Poezie russkaia Poezii, Poezie

Poesia Pessoais Prosa Roteiro Crônica Imprensa Artigo Comunidades Concurso Especial Técnicas literárias

Poezii Românesti - Romanian Poetry

poezii


 

Textos do mesmo autor




Traduções deste texto
0

 Comentários dos membros


print e-mail
Visitas: 1575 .



Do ilusorio e da felicidade
poesia [ ]
ilusorio

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
por [Vislu ]

2013-07-08  |     | 



Para amar e ser amado
menino vieste ao mundo.
E para que se pudesse
chamar-te um dia de filho.

Nasceu do amor o menino.
E o menino do pai – o filho
Foi plantado pelo homem – o pai.
E do propósito de nascer, ele escolheu
o ventre da mãe como se escolhesse
um pote de adubo e terra.

A vida fala, ele sonha
ele sonha a vida ensina...
E diz : Ah! Liberta-te!
Pois pendentes, circunstantes
estão no imaginário
a procurar-te
a vida e o legendário...
E bem mais que um veleiro
a vida a gritar: vai, anda, salva-te!
...e nela estão o tempo e as lembranças.

Façamos então de conta
que tudo é miragem, não existe...
E que ao som das palavras
como se tivesses uma conta,
polpuda conta,
cheia de força e de imagens
para gastar e fruir
e dela usufruir
a maior parte da conta
a mais ilusória de todas
a mais cara, a que mais conta...
Restaria somente o eco?
A raiz, o broto seco, o nada?
Ou o sentimento que brota
seria da conta o resto
ou a maior parte da conta?

Usemos agora a idéia.
Vale a pena ser guardada?
Porque se gastas não sobra
A idéia e o sentimento?


Lembra...
O mundo valer não vale
do lado que o mundo é sombra!
Mas aprende que do mundo
A parte da luz é a idéia
e o sentimento é abstrato.
Mas podes fazer um trato
Com a vida e com o sonho
Com os encontros e desencontros
Com todos os maus encontros
Com os encontros fortuitos
E na procura do falso e do verdadeiro
deixa-te levar à deriva
pelo murmúrio das canções
que são cantadas pela vida.
E sorri, sorri...
Não deixa.
Defende-te
dos ladrões de felicidade.









.  |










 
poezii poezii poezii poezii poezii poezii
poezii
poezii Portal de Literatura, Poesia e Cultura. Escreva e desfrute os artigos, crônicas, prosa, poesia clássica e concursos. poezii
poezii
poezii  Busca  Agonia.Net  

A reprodução de qualquer material sem a nossa permissão é estritamente proibida.
Copyright 1999-2003. Agonia.Net

E-mail | Regras para publicação e de privacidade

Top Site-uri Cultura - Join the Cultural Topsites!